Logo EPOP fundo transparente

Gestão centralizada auxilia a emissão de certificado digital

Gestão centralizada auxilia a emissão de certificado digital
Gestão centralizada auxilia a emissão de certificado digital

Na era digital, a segurança da informação é uma prioridade essencial para empresas e organizações em todo o mundo. A gestão de certificados digitais é uma parte fundamental desse panorama, e a transição de uma abordagem manual para uma gestão centralizada traz uma série de vantagens significativas e uma infraestrutura digital mais robusta e confiável para o futuro.

Segundo a plataforma GOV.BR, dos 12 milhões de certificados digitais ativos no país, 3,96 milhões foram emitidos em 2023 – o que equivale a 47% das emissões um ano antes.

De acordo com Daniel Rodríguez, diretor-geral da Redtrust, esse tipo de gestão é importante para autenticar identidades, proteger transações e garantir a confidencialidade das comunicações, oferecendo uma solução abrangente para as necessidades de segurança cibernética das organizações modernas.

Ainda segundo o diretor, esse crescimento, juntamente com o desenvolvimento gradual de estruturas de trabalho automatizadas, ambientes mais hiperconectados e a digitalização da administração pública, está promovendo a proliferação de identidades como um obstáculo adicional para os responsáveis pela segurança corporativa.

“Apesar da relevância dos certificados digitais, muitas empresas ainda não adotaram medidas adequadas para proteger e gerenciar esses ativos de forma eficaz. Essa lacuna na segurança representa um risco significativo para a identidade digital das organizações, expondo-as a ameaças como roubo de dados e suplantação de identidade. Por isso, a gestão centralizada é possível garantir não apenas a segurança dos certificados, mas uma gestão eficiente e controlada”, enfatiza o executivo.

O executivo destaca as diferenças entre a gestão manual e o controle abrangente:

  1. Armazenamento seguro e centralizado: enquanto a gestão manual permite múltiplas cópias do certificado, sem controle efetivo, a gestão centralizada oferece um único repositório seguro para armazenamento, evitando dispersão e garantindo controle total sobre os certificados.
  2. Segurança no transporte: ao contrário da vulnerabilidade do transporte em métodos manuais, os certificados na gestão centralizada não são expostos a riscos durante o transporte, já que não são transferidos e residem apenas no repositório central.
  3. Simplicidade na implementação: com a gestão centralizada, a implementação de certificados se torna um processo simplificado, exigindo apenas um único clique para facilitar o uso, eliminando a necessidade de intervenções técnicas ou de helpdesk.
  4. Políticas de utilização claras: a gestão centralizada permite estabelecer políticas claras para o uso dos certificados, garantindo a autenticação do usuário e fornecendo controle total sobre sua utilização.
  5. Auditoria e monitorização eficientes: enquanto a gestão manual dificulta a auditoria, a gestão centralizada registra todas as ações relacionadas aos certificados, oferecendo um monitoramento completo de quem, quando, onde e para que os certificados são utilizados.
  6. Recuperação simplificada: em caso de perda de dados, os certificados na gestão centralizada estão centralizados e não dependem de cópias locais, facilitando a recuperação sem a necessidade de emitir novos certificados.
  7. Antecipação da validade: diferentemente da gestão manual, onde a validade dos certificados pode passar despercebida, a gestão centralizada fornece uma auditoria do sistema que informa sobre a data de vencimento com a antecedência necessária.
  8. Destruição controlada: enquanto a gestão manual carece de garantias na destruição dos certificados, na gestão centralizada, os certificados são destruídos no armazenamento central, oferecendo maior controle e segurança.
  9. Backup e resiliência: a possibilidade de fazer cópias de segurança do sistema na gestão centralizada garante a resiliência dos certificados, oferecendo uma camada adicional de proteção em casos de falhas ou desastres.
  10. Eficiência e economia de recursos: a gestão centralizada de certificados não só simplifica os processos, mas também reduz custos operacionais ao eliminar a necessidade de manutenção de múltiplas cópias e intervenções técnicas frequentes.

Sobre a Redtrust

A Redtrust busca soluções para gerenciar e controlar a identidade digital das empresas. A custódia de seus certificados digitais em um gestor especializado busca garantir a segurança, tanto ao autenticar-se para realizar trâmites on-line com outras entidades e organismos públicos quanto para assinar digitalmente documentos e comunicações. Mais de 900 empresas, nos setores financeiro, energético e construção, são clientes da Redtrust para uma gestão centralizada de seus certificados digitais, com os mecanismos necessários de controle sobre seus usos e ciclo de vida. A proteção dos certificados é assegurada ao serem armazenados em um servidor cifrado, único e independente. Desde 2019, a Redtrust faz parte da Keyfactor, multinacional da área de criptoagilidade e PKI na nuvem. Em 2021, a PrimeKey, criadora do EJBCA, um dos principais softwares de Autoridade de Certificação, integrou-se ao grupo.

 

© 2024 EPOP copyright all right reserved.