Logo EPOP fundo transparente

Infracommerce ultrapassa R$1 bilhão de Receita Líquida

Infracommerce ultrapassa R$1 bilhão de Receita Líquida

A Infracommerce (B3:IFCM3) divulga os resultados financeiros referentes a 2023. O GMV (do inglês Gross Merchandise Volume, ou volume bruto de mercadorias) foi de R$15,7 bilhões no ano. A receita líquida ultrapassou a marca de R$1 bilhão no ano, pela primeira vez, registrando uma alta de 20,3% em relação a 2022. Só no último trimestre de 2023 foram R$268,5 milhões em receita líquida.

Os indicadores positivos de crescimento evidenciam os esforços contínuos que a companhia fez ao longo do ano para reduzir o custo operacional e aumentar a rentabilidade, após os ciclos de M&As nos anos anteriores. Os ajustes para ganho de eficiência financeira, como unificação de sistemas e reestruturação de processos produtivos, refletem diretamente no lucro bruto da companhia em 2023. O Capex de R$8,4 milhões, com redução de 72,9% em relação ao 4T22, indica que a empresa está sendo mais eficiente no uso de seus recursos.

A alavancagem na carteira de clientes da empresa, que passou de 637 em 2022 para 759 em 2023, impulsionou o crescimento de 21,6% do GMV deste ano em comparação a 2022, passando de R$12,9 bilhões em 2022 para 15,7 bilhões. Só no 4T23, foram R$4,2 bilhões – 26,9% do GMV total do ano. O EBITDA ajustado foi de R$208 milhões no ano, um crescimento de 101,8% se comparado com 2022. No 4T23, o EBITDA ajustado ficou em R$64 milhões. A margem bruta foi de 42,4% em 2023. A Infracommerce cresceu o lucro bruto para R$455,2 milhões em 2022, alta de 20,2% em comparação com o ano anterior, com destaque para o último trimestre, que gerou R$110,7 milhões.

Quando analisados os dados, sem o efeito da hiperinflação da Argentina, é possível ver que o crescimento, descontando esta variável pontual, seria ainda mais expressivo (R$60 milhões a mais em receita) que afetou diretamente os números da empresa.

Outro fator não recorrente que gerou impacto foram as despesas únicas do follow-on que subtraíram do lucro líquido da companhia R$22 milhões, mais de 15% da despesa financeira em 4T23. Todavia, com o follow-on, a empresa reduziu sua alavancagem em 49,8% e realizou pagamentos de M&As.

“Quando fundei a Infracommerce em 2012, eu projetei essas marcas históricas que atingimos agora e estou muito feliz em concretizá-las. Tinha a convicção que em 10 ou 12 anos teríamos uma empresa nesse patamar. Seguimos confiantes em nosso modelo de negócios e no crescimento da indústria em toda América Latina. O foco da companhia segue voltado para o ganho de eficiência, rentabilidade e geração de caixa, em 2024”, finaliza Kai Schoppen, fundador e CEO da Infracommerce.

Destaques financeiros da Infracommerce 4T23

– A receita líquida totalizou R$268,5 milhões, considerando o ajuste de R$60 milhões referente ao efeito macroeconômico da Argentina. Desconsiderando este efeito, o crescimento foi de 25,5% em relação ao 4T22

– Lucro Bruto de R$110,7 milhões no 4T23, com margem bruta de 41,2%, resultado estável em relação ao 4T22 EBITDA ajustado de R$64,0 milhões no 4T23, um aumento de 48,5% em relação ao 4T22. A margem EBITDA ajustada foi de 23,8%, expandindo 7,4 p.p. comparada ao 4T22.

– O Capex de R$8,4 milhões, com redução de 72,9% em relação ao 4T22. GMV total atingiu R$ 4,2 bilhões no 4T23, um crescimento de 13,8% em relação ao 4T22 759 clientes no ecossistema, versus 637 no 4T22. 3.317 colaboradores em 9 países da América Latina.

© 2024 EPOP copyright all right reserved.