Logo EPOP fundo transparente

Outsourcing de TI é opção para empresas

Outsourcing de TI é opção para empresas

O outsourcing refere-se à prática de uma empresa contratar serviços externos para realizar atividades que não fazem parte de sua competência principal, podendo incluir serviços técnicos, de suporte, consultoria, desenvolvimento de software, entre outros.

Esta prática já é uma realidade para muitas áreas, incluindo a de tecnologia da informação. Diversas empresas, atualmente, optam por contratar serviços de desenvolvimento dos softwares necessários para a operação, ao invés de ter pessoal interno dedicado à tarefa. O principal objetivo do outsourcing é, muitas vezes, aumentar a eficiência e se beneficiar da especialização de provedores externos em áreas específicas.

Os motivos da preferência pelo outsourcing, neste caso, seriam a redução de custos operacionais e administrativos. Com a contratação de um projeto já estabelecido, a empresa não precisa dispensar tempo e recursos com o recrutamento de especialistas.

“O outsourcing abrange uma gama mais ampla de serviços e atividades, ao passo que a terceirização de mão de obra está mais diretamente relacionada à contratação de recursos humanos externos para desempenhar funções específicas”,  explica Bruna Boner, CEO da Globalweb.

“É importante observar que as definições e o uso destes termos podem variar dependendo do contexto e da região. Assim, a formação interna de talentos, por meio de avaliação de desempenho, bootcamps e programas de trainee, aliada a processos maduros de desenvolvimento de software, com boa documentação, torna-se essencial para eliminar este risco”, conclui a executiva, acrescentando que as empresas contratantes precisam manter em dia o acompanhamento do gerenciamento de qualidade por parte da terceirizada

Há, porém, alguns desafios enfrentados pelas empresas que decidem trabalhar neste modelo, como, por exemplo, Controle e Visibilidade, Barreiras de Comunicação, Segurança da Informação, Qualidade do Serviço, Custo Total de Propriedade (TCO) e Custos Ocultos, entre outros.

Outra barreira enfrentada pelas empresas que decidem terceirizar serviços de desenvolvimento de software é a coordenação. Gerenciar uma equipe distribuída geograficamente, pontua Boner, pode ser desafiador, exigindo uma coordenação eficiente para garantir que todos os envolvidos estejam alinhados com os objetivos da empresa.

Também é possível citar, como um ponto de atenção às empresas, prossegue a executiva, a possibilidade de custos ocultos. Embora o outsourcing possa inicialmente parecer uma opção mais econômica, existem custos adicionais que podem surgir ao longo do tempo. Estes incluem custos de gerenciamento, mudanças no escopo do projeto e taxas extras

“Para mitigar esses desafios, é crucial que as empresas realizem uma seleção cuidadosa dos parceiros de outsourcing, estabeleçam contratos claros e eficientes, e implementem práticas de gerenciamento robustas para garantir uma colaboração bem-sucedida”, alerta Boner. Para ela, no entanto, todos esses desafios são possíveis de serem superados com bom gerenciamento, possibilitando o custo-benefício da terceirização de desenvolvimento de software. 

Para saber mais, basta acessar https://www.globalweb.com.br/

© 2024 EPOP copyright all right reserved.