Logo EPOP fundo transparente

Mercado de softwares: estudo prevê US$ 698 bi em receitas

Mercado de softwares: estudo prevê US$ 698 bi em receitas

O faturamento do mercado de softwares deve alcançar a cifra de US$ 698,80 bilhões a nível mundial em 2024. É o que prevê o estudo realizado pelo Statista Market Insights, plataforma alemã de coleta e análise de dados.

Segundo o relatório, a estimativa é que o mercado de softwares apresente uma taxa de crescimento de 5,27% nos próximos anos, o que pode alavancar o faturamento do setor para US$ 858,10 bilhões até 2028.

Para Bruna Boner, CEO da Globalweb, empresa especialista em fábricas de software e aplicações, o cenário de crescimento contínuo e de aceleração do segmento é impulsionado pela transformação digital que atravessa todos os setores da economia.

“Globalmente, a demanda por soluções de software inovadoras está em alta, alimentada por tendências como inteligência artificial, IoT (Internet das Coisas) e segurança cibernética”, relata a empresária.

A especialista aponta que as previsões de crescimento para os próximos anos são muito positivas, principalmente por causa da adoção de tecnologias emergentes, que devem abrir novos mercados e oportunidades no mercado de softwares.

Brasil lidera investimentos em TI na América Latina

Dados do mais recente Estudo Mercado Brasileiro de Software produzido pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) e a International Data Corporation (IDC) apontam que o Brasil é líder na América Latina em investimentos em tecnologia da informação, o que engloba software, hardware e serviços.

Em 2022, 36% dos investimentos em tecnologia da informação entre os países latino-americanos foram feitos no Brasil. A nível global, o país ocupa a décima segunda posição entre as nações com mais investimento, com 1,65% do mercado mundial.

Fábrica de softwares

Boner afirma que o mercado de software tem mostrado uma resiliência notável no Brasil, principalmente para os softwares desenvolvidos especificamente para as necessidades de negócios e empresas.

Para a especialista, esse contexto impulsiona o trabalho das fábricas de softwares, que desenvolvem tecnologias através da padronização de processos, uso intensivo de automação e foco em eficiência e qualidade, com metodologias ágeis e práticas de DevOps.

“Em uma fábrica de software, os projetos são divididos em componentes menores, que são desenvolvidos, testados e integrados de maneira sistemática. A abordagem permite gerenciar melhor os recursos, reduzir o tempo de desenvolvimento e melhorar a consistência do produto final”, explica a especialista. 

A empresária destaca que a indústria de software, tanto no Brasil quanto mundialmente, está em uma posição única para liderar essas mudanças e criar um futuro tecnológico mais responsável e inclusivo.

“Questões como ética no desenvolvimento de IA, privacidade de dados e impacto ambiental dos centros de dados, além da necessidade de diversidade e inclusão no campo da tecnologia, estão ganhando atenção”, diz Boner. “As empresas de software estão cada vez mais conscientes de sua responsabilidade social e ambiental”, completa.

Para saber mais, basta acessar: www.globalweb.com.br

© 2024 EPOP copyright all right reserved.