Logo EPOP fundo transparente

Harmonizações entre vinhos e pratos de Páscoa exige cuidados

Harmonizações entre vinhos e pratos de Páscoa exige cuidados

Com a proximidade da Páscoa, pessoas de diferentes credos e regiões do país se preparam para celebrar a data, que este ano acontece no último domingo de março (31). Em média, 81% dos brasileiros declaram que vão celebrar a data, conforme uma estimativa compartilhada pela plataforma Gente da Globo

Segundo uma projeção da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), 85% dos lojistas acreditam que o bom desempenho do consumo de itens típicos da data registrado no último ano deve se repetir em 2024. Para 60% dos supermercadistas, o consumo deve se manter no patamar do ano passado, ao passo em que 25% dos participantes da entrevista, que ocorreu em fevereiro, apostam em um aumento de consumo.

Rafaela Reis, sommelier da Grand Cru, importadora e distribuidora de vinhos finos, conta que o vinho deve ganhar destaque entre os produtos típicos de Páscoa. De fato, o levantamento realizado pela Abras revelou que a bebida alcoólica, elaborada a partir da fermentação do sumo da uva, está entre as opções preferidas da cesta de bebidas para esta Páscoa.

Segundo a pesquisa, mais de 40% do consumo para a Páscoa de 2024 está dividido em vinho importado (14,4%), refrigerante (14,3%) e cerveja (14,3%). Suco (13,1%) e vinho nacional (11,9%) completam os itens mais buscados.

Para Reis, a escolha pelo vinho para as comemorações desta Páscoa chama a atenção para a necessidade da harmonização correta com os demais elementos que devem compor as mesas das famílias.

“Ainda hoje, muitos brasileiros desconhecem quais são as principais harmonizações entre vinhos e pratos de Páscoa”, afirma. “No Brasil, temos o bacalhau como prato tradicional da Páscoa, como herança de Portugal. O bacalhau é um peixe com muita personalidade e muita intensidade de sabor. Por isso o vinho que vamos harmonizar tem que ter bastante personalidade”, completa.

Nesse caso, para a especialista, vale apostar na harmonização com vinhos brancos feitos com uvas Loureiro ou Sauvignon Blanc, que são vinhos com alta acidez, frescos e com bastante intensidade aromática.

“Mais leve, os rosés também funcionam bem, como os de uva Touriga Nacional. Para quem fizer questão de vinho tinto, procure os vinhos com menos tanino e mais fruta”, recomenda.

Reis destaca que, no feriado de Páscoa, também é possível investir em harmonizações de vinho com ovos de chocolate. Ela explica que o chocolate em si é um pouco mais difícil de harmonizar, pois exige um vinho “potente” de sabor e com tanta doçura quanto o próprio alimento, produzido com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau e do cupuaçu.

“Uma opção são vinhos do porto Ruby. Já chocolates com nuts harmonizam bem com os Tawny por conta das notas de amêndoas, castanhas que esse vinho tem”, afirma.

A sommelier da Grand Cru também explica que, para chocolate branco, é possível apostar em vinhos de colheita tardia branco. Para harmonizar com uma colomba pascal, por fim, o sommelier indica vinhos que sejam elaborados com uvas afetadas pela “podridão nobre”, ou seja, tomadas pelo fungo Botrytis cinerea.

Para mais informações, basta acessar: https://www.grandcru.com.br/

© 2024 EPOP copyright all right reserved.