Logo EPOP fundo transparente

Especialista aponta hora certa de trocar ar-condicionado

Especialista aponta hora certa de trocar ar-condicionado
Especialista aponta hora certa de trocar ar-condicionado

Nas últimas semanas o aumento das temperaturas levou muitos brasileiros a utilizarem com mais frequência os equipamentos de ar-condicionado em suas residências e escritórios. De acordo com a Abrava, associação que representa o setor, a previsão é vender cerca de 4 milhões de unidades de equipamentos da linha residencial em 2023. Diante dos dados positivos é muito importante ressaltar que a manutenção em dia e a limpeza realizadas rotineiramente faz com que os aparelhos continuem sendo utilizados por muitos anos.

Porém, mesmo com esses cuidados para uma vida útil ampliada, em algum momento, o aparelho vai dar sinais de que chegou a hora de aposentá-lo e comprar outro. A decisão de trocar o seu ar-condicionado deve ser baseada em uma avaliação completa das condições do aparelho, do seu desempenho e do seu impacto no consumo de energia.

“Antes de tomar qualquer decisão, é aconselhável consultar um profissional qualificado para que ele possa fazer uma avaliação adequada e fornecer orientações específicas para a situação do equipamento”, ressalta Daniel Alexandre, instrutor técnico da Fujitsu General do Brasil.

Pensando nos meses de calor que estão se aproximando, o especialista da Fujitsu General do Brasil, selecionou quatro dicas funcionais e fundamentais para identificar qual o momento certo de trocar o ar-condicionado: 

Um ar-condicionado antigo consome mais energia que os modelos mais modernos. Ao perceber um aumento significativo na sua conta de luz é hora de considerar a troca do equipamento. Vale destacar que o Inmetro alterou a nova metodologia de teste e por isso é recomendado que o cliente pesquise as etiquetas de consumo de energia antes de adquirir o equipamento. “Quando o ar-condicionado está demorando mais tempo para resfriar o ambiente, ou não atinge a temperatura desejada, pode ser um sinal de que não está funcionando corretamente”, explica o instrutor técnico. 

Quando o ar-condicionado está fazendo barulhos incomuns ou vibrando excessivamente, pode ser um indicativo importante de desgaste interno “Caso estiver gastando frequentemente com reparos e manutenção do ar-condicionado, este é um indício de que está na hora de investir em um modelo mais novo e confiável”, pontua Daniel Alexandre. 

“Sabemos que a vida útil de um aparelho de ar-condicionado é de 10 anos, dependendo da marca e da manutenção regular, por isso, se o equipamento estiver ultrapassando essa faixa de idade, é possível que ele esteja perdendo a eficiência e esteja consumindo mais energia”, finaliza Daniel Alexandre, instrutor técnico da Fujitsu General do Brasil. 

© 2024 EPOP copyright all right reserved.