Pedagoga dá dicas de como estudar para o Enem e vestibulares

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os vestibulares se constituem como os principais sistemas de acesso ao ensino superior no Brasil. A transição do Ensino Médio para uma faculdade pode ser um momento muito estressante para um aluno, mas com a devida organização do tempo e das atividades, com uma rotina adequada e um bom método de estudos, essa trajetória pode ser tranquila e positiva.

As provas utilizadas como mecanismo para ingressar no Ensino Superior demandam do aluno um empenho intenso aos estudos. Para Cristhiane Amorim, pedagoga com pós-graduação em neurociência educação e desenvolvimento infantil, que atua como especialista em educação na rede Kumon, é necessário que haja dedicação e disciplina na hora de realizar esses exames, pois são muitos conteúdos para ‘estudar, o que pode levar os alunos a se sentirem ansiosos e perdidos, achando que não conseguirão dar conta de tudo.

A profissional ainda conta que, para ter um bom desempenho, é preciso ficar atento para não deixar as matérias a serem estudadas se acumularem e fazer um planejamento dos estudos podem ajudar a evitar uma pontuação aquém do esperado. “Planejar é o primeiro e mais importante passo para obter bons resultados. Isso ajuda a aumentar a produtividade e o aproveitamento dos estudos, além de contribuir para uma vida mais equilibrada e disciplinada em todos os campos”, esclarece Cristhiane.

A pedagoga elaborou algumas dicas para facilitar o estudo para o Enem e para os vestibulares:

– É importante ter um ambiente tranquilo para estudar: um local preparado e adequado proporcionará mais concentração e foco evitando distrações.


– Saber a estrutura proposta para as provas é fundamental para praticar: explorar os materiais antigos refazendo exercícios e redações, se atentar a linguagem das provas e aos materiais liberados alguns meses antes pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e outras organizações.


– Um bom cronograma facilita muito: por se tratar de provas extensas com muitos conteúdos, conte com cronogramas que favoreçam os estudos.


– Informação nunca é demais e, para ajudar nesse processo, notícias e redes sociais são uma mão na roda: atualmente se desconectar é um grande desafio para os jovens. Na época dos vestibulares e do Enem, é necessário que se tenha muito cuidado para não ficar “conectado demais” e acabar se atrapalhando. Portanto, é importante que o estudante tente equilibrar e utilize a internet de maneira positiva para auxiliar seus estudos.


– As prioridades precisam ser definidas de uma forma muito clara: na vida é necessário ter metas e objetivos, e tratando-se dos estudos não poderia ser diferente. Deste modo, estabeleça suas prioridades e o que deseja alcançar com os resultados das provas.


– Nem só de estudo vive um pré-vestibulando! É importante reservar um tempo para descansar, socializar e cuidar do corpo: o corpo humano trabalha 24h por dia para diferentes resultados, portanto é muito importante reservar um tempo para descansar e não sobrecarregar o corpo e o cérebro. Quando o corpo e a mente estão bem, o aprendizado se potencializa. 


– Cuidar da mente é essencial: o mundo já é um lugar que pode causar muitos traumas, e o Enem e os vestibulares são provas extremamente intensas, e a pressão para obter bons resultados é inevitável. Desse modo, se possível, vale tirar um tempo para cuidar da mente.